Cidadania · Todos

Incentivo a vagabundagem… Será???

Por Carlos Roberto Teixeira Netto

Um texto (ao final) tem circulado pelos e-mails sobre o bolsa família, mas não corresponde a realidade.

Se as informações aqui fornecidas não estiverem corretas, favor corrigí-las, citando a base para tal.

O zelador entrou numa fria se, de fato, acreditou em seus dois cunhados… Devem ter feito isto de safadeza!

Vamos lá…
Critica-se a ética dos políticos, mas não se está sendo ético quando se escreve um e-mail como este que tem circulado.
O autor do texto cita a Lei 10.836, do Bolsa Familia, mas parece que não se deu ao trabalho de lê-la.
Vale a pena ver o que diz esta lei.
  • O bolsa família substituiu (artigo segundo, parágrafo sétimo): o bolsa-escola, o bolsa-alimentação e o auxílio-gás. Portanto, os itens vale-gás e o vale-alimentação não se aplicam mais.
  • O auxílio-gás ERA de R$7,50 POR MÊS e não R$70,00 !
  • O bolsa família varia de R$32,00 a R$242,00 POR FAMÍLIA. O valor máximo é para famílias com 3 adolescentes até 15 anos e ainda com 2 jovens de 16 e 17 anos.
Portanto, o cálculo é totalmente enviesado!
  • O cartão-cidadão … “O Cartão Cidadão é um cartão magnético, emitido pela CAIXA, que permite consultar informações sobre o FGTS e quotas do PIS, bem como sacar os benefícios a que tiver direito.”  É para o trabalhador, com carteira assinada e, portanto, não se aplica para a FAMÍLIA com renda mensal de R$70 ou família com renda per capita de R$140,00.
  • Vale-Transporte …  Até onde eu saiba só existe para o trabalhador com carteira assinada. Sei que aqui no Rio o estudante de escola pública pode pegar onibus sem ter que pagar se estiver de uniforme e apresentando carteira de estudante. Mas, não é algo que seja pago em espécie.
Do texto que circula, apenas concordo com a menção da frase usada pelo Boris Casoy: “ISTO É UMA VERGONHA!”
Mas, por motivo bem diferentes… É uma vergonha que tenhamos em um país rico como o Brasil famílias tendo que receber esmolas para poder sobreviver, para as quais não são dadas as condições para educar-se, trabalhar e ter renda digna.
Se estou equivocado em algo, favor pedir para que me avisem.

A seguir algumas reflexões minhas sobre o tema do bolsa família…

Vamos arredondar para ficar mais fácil…
Vamos dizer que o bolsa família custa R$12 bi aos cofres públicos, ou R$1 bi por mês. Gosto de valores na base mensal, pois ficam menores e podemos comprar com o que gastamos todo o mes.
Atende a cerca de 10 milhões de famílias.
Portanto, CADA FAMÍLIA recebe R$100 POR MÊS, ou R$3,33 POR DIA.
Este programa cobre o antigo bolsa-escola, bolsa-alimentação e o auxílio-gás.

Vou registrar aqui uma rápida história que me fez mudar de idéia em relação a este programa…

Em conversa com um antigo colega de colégio, ele me contava indignado como um amigo dele estava sem trabalhadores para sua fazenda no Ceará, devido ao bolsa família, ou o bolsa preguiça como chamou. Os trabalhadores já não iam trabalhar. Recebiam o bolsa família e iam gastar bebendo.
E, eu só ia ficando indignado como ele… Mas… Algo não fechava…
Fui para a casa, fui dormir e no dia seguinte ao acordar, sentei-me e a “ficha caiu” (Expressão antiga em desuso, precisamos de uma nova figura de linguagem…).
Pense comigo, se não foi muito mais rápido do que eu (a maior parte das pessoas que conto esta história o é, pois concluem logo): Quanto ganhariam aqueles trabalhadores para trabalhar na fazenda, a ponto de deixar de trabalhar por R$100 por mês?
O que eu descobri é que existe uma “escravidão” de fato, a exploração do pobre. Aqui quero passar longe de qualquer idéia de Marx ou de esquerdistas tapados.
Comecei, então a ver uma série de coisas boas neste programa.

Pode ser melhor? Sem dúvida. Então vamos cobrar para que o melhorem!

Algumas conclusões a que cheguei:
  1. Prefiro este dinheiro na mão do pobre do que na mão de nossos políticos.
  2. A injeção e circulação de recursos em comunidades pobres traz uma série  de benefícios
  3. Força o empregador aumentar o que pagava (terá que pagar mais que R$ 3,33 por dia) para “competir” com a alternativa do pobre ficar com o bolsa família;
  4. O pobre vai gastar os seus R$3,33 por dia. Isto incentiva aqueles mais espertos em abrir sua quitanda, prestar algum tipo de serviço para ir melhorando sua vida e de sua família;
  5. Li um estudo do IPEA de uns 3 anos atrás mostrando que esse tipo de programa, Transferencia Condicionada de Renda, tem ajudada redução da pobreza em países que o adotaram como o Brasil, México e Chile (posso incluir o link aqui…)
  6. É um outro passo na direção do fim da “escravidão de fato” (“digno é o trabalhador de seu salario”). A queda de políticos como os que temos poderá acontecer em um prazo um pouco menos longo. Menos pobres, menos massa de manobra.

Não há dúvida que…

Programas assim tem que ter bons controles e, uma boa idéia seria dobrar o bolsa família com o foco na geração de trabalho e renda.
O que acham? Faz sentido?
Se não fui persuasivo o suficiente, vale a pena ler, no Valor Econômico:

Reproduzo aqui o texto (“hoax”) que tem circulado por e-mail e aparece em blogs e na web:
*INCENTIVO À VAGABUNDAGEM
..Repassando…
*ZELADOR QUE PEDIU PARA SER DEMITIDO*
Interessante e verídico!!!* *
O zelador de 1 prédio em Natal/RN , pediu à administração do condomínio onde trabalhava que o demitissem.
Contou o motivo; tem dois cunhados desempregados, lá mesmo em Natal, e que, por conta da Bolsa Escola, Cartão Cidadão, Cartão Alimentação, Vale Gás, Transporte Gratuito, Vale-Refeição (acreditem – Vale-refeição) e demais benefícios do nosso governo, dadas a título de esmola, vivem melhor que ele.Aí paramos e fomos fazer umas continhas:
1. Bolsa escola – R$ 175 para cada filho que freqüente as aulas (2 filhos) = R$ 350,00 (em dinheiro)
2. Cartão cidadão (cujo intuito é restituir a cidadania) = R$ 350,00 (em dinheiro)
3. Vale gás (um por mês) = R$ 70,00
4. Transporte (calculamos 4 passagens diárias, que é uma boa média) R$8,00/dia x 20 dias . = R$ 160,00
5. Vale refeição (um por dia) R$ 3,50/dia x 30 dias x 4 pessoas (ele a Esposa e os dois filhos) = R$ 420,00
Total em dinheiro = R$ 700,00
Total em serviços = R$ 650,00
Total mensal = R$ 1.350,00
Meu Deus!!!! Quanto VC ganha por mês TRABALHANDO????Obs.1 : O salário do zelador acrescido de horas extras e tudo mais
girava em torno de R $ 830,00/mês.
Obs.2: Tudo isso é o estabelecido pela *LEI No 10.836, de 09 DE JANEIRO DE 2004*.Duvida (?????) , então consulte:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Lei/L10.836.htm
Como o zelador tem três filhos em idade escolar, para ele é vantajoso ficar desempregado e ter esses benefícios. Seu ‘salário desemprego’ irá girar em torno de R $ 1.525,00, quase o dobro do que ganha trabalhando.
Como diria o Boris Casoy (expurgado da TV por se opor ao Lula, agora na TV BANDEIRANTES): ‘ISTO É UMAVERGONHA!’.
Sabe quem paga por isso?
‘NÓS’,
Distribuir a renda, correto, mas isso é ESMOLA em exagero e o pior com o nosso suor.
Porque você acha que o Nordeste em peso votou no Lula?
PORTANTO MEUS AMIGOS; “Trabalhem duro porque milhões de pessoas que vivem do Fome-Zero e do Bolsa-Família, sem trabalhar, dependem de você.”
REPASSEM URGENTE ANTES DE 2010, AINDA HÁ TEMPO, PARA CORTAR O MAL…
Anúncios

19 comentários em “Incentivo a vagabundagem… Será???

  1. Escrever e reverberar besteiras é fácil, especialmente quando se tem mentalidade político-partidária, onde uma hora uma coisa é boa e outra hora é ruim, dependendo se o crítico é do governo ou oposição. Vc está certo. O e-mail é um absurdo.

    Curtir

  2. Eu tenho um amigo que independente de razões políticas falou-me um dia numa favela “…. eu tenho convivido em comunidades carentes, e a situação delas é bem melhor agora por causa da Bolsa Família, pois eles pelo menos não estão morrendo de fome”.
    Acho que as questões de corrupção, desvios, uso político, e especialmente daquele que usa o dinheiro para beber, precisa também ser resolvida, com programas, voluntários, e as boas igrejas que procuram tranformar as pessoas dando a estas um sentido para vida, seu lar, sua família. Sou favorável a manter a Bolsa e ampliar todas estas ações de concientização até o dia que o cenário apresente outras alternativas.

    Curtir

  3. O problema que vejo no Bolsa Família é o retrocesso, por haver, na prática, reduzido muito a cobrança de contrapartidas introduzida no governo anterior sob a batuta de Ruth Cardoso. Ou seja, sou a favor, mas acredito que existe muito espaço para torná-lo melhor, o que este governo, por razões politiqueiras, ideológicas e de despreparo, não consegue fazer.

    Curtir

  4. Gostei deste post! Já pensava assim e aqui encontrei um resumo estruturado.
    Também concordo com a necessidade da inclusão de controles, mas a consolidação dos programas e a abrangência dada foram passos importantes para o desenvolvimento destas famílias carentes e suas comunidades, tanto do ponto de vista de combate a fome, como do de estabelecer uma nova relação de trabalho mais “honesta” nestas comunidades.
    Não podemos mais partidarizar estas ações e sim pensar como um plano diretor estratégico para que seja continuado e melhorado até a obtenção dos resultados esperados.

    Curtir

  5. Reproduzo aqui e-mail recebido (omito a autoria, a pedido):
    Confirmo que recebi, algumas vezes, textos falando do programa bolsa família.
    Todos eles realmente apontam o programa como eleitoreiro e gerador de uma nação de “vagabundos” à custa da população que trabalha.
    Como já mencionei antes, conquanto ache que ele é realmente necessário, me preocupa o fato de que, aparentemente, aqueles que o gerenciam não se preocupam de fato em promover uma verdadeira “inclusão” dessas pessoas. Ou seja, permitir que elas tenham, paralelamente, acesso garantido à educação, treinamento técnico, etc. de maneira a conseguir uma vida digna e produtiva. Desse modo, no devido tempo, várias pessoas deixariam de depender exclusivamente disso permitindo o ingresso de outras pessoas no programa.
    Isso posto, gostaria de dizer que achei o seu “post” muito bem escrito.
    Alguns dos seus argumentos são bastante esclarecedores e trouxeram novidades, pelo menos para mim.
    Quanto às suas conclusões acho que faz muito sentido dizer, por exemplo, que o gasto é relativamente pequeno em comparação com o que os malandros desse e de outros governos roubam dessa nação. E, ainda, que é preferível esse dinheiro do programa na mão dos necessitados do que nas dos referidos corruptos. Além disso, concordo plenamente com o que você disse em relação ao fato de que o esquema, de certo modo, pode forçar os empregadores a praticar pagamento de salários mais dignos.
    Em suma, entendo que vale a pena incluir esses seus pensamentos no Site.
    Entretanto, se concordar, talvez valha uma ressalva, ou seja: o reforço daquela idéia de que o Governo deve, também, “ensinar a pescar” não se limitando apenas a “dar o peixe”.
    A.V.V.

    Curtir

  6. O video no link a seguir mostra a dificuldade de se tratar deste tema. Sem dúvida, gastos na área social é usado como arma para se permanecer no poder, mas opor-se não irá, tampouco resolver o problema.
    O Lula, agora no poder, falando do bolsa família e o mesmo Lula, em 2000, na oposição, falando dos programas sociais do governo:

    Mas isto não muda o fato de que a desigualdade social brasileira é um das maiores barreiras a um desenvolvimento sustentável e, portanto, deve ser mitigada.

    Curtir

  7. Concordo plenamente com vocês. Se uma minoria abusa, não justifica privar a maioria. Eu já tinha respondido indignada a quem me enviou aquele e-mail.
    Só lamento o uso eleitoreiro do Lula!
    Ainda, recebido por e-mail:
    Muita gente tem questionado o bolsa família. Por pior que seja, tem efeitos positivos como o do ter aumentado os salários de miséria que se pagavam no interior.
    Por outro lado, a Caixa Econômica Federal disponibiliza uma consulta no site
    https://www.beneficiossociais.caixa.gov.br/consulta/beneficio/04.01.00-00_00.asp
    que permite retirar listagens de todas as pessoas inclusas no programa Bolsa Familia,
    por nome, numero do PIS, estado e município.
    Se souber de algo irregular, DENUNCIE.
    FAÇA A SUA PARTE.
    0800-707-2003
    Ou
    http://www.mps.gov.br

    Curtir

  8. Engraçado dizer que o bolsa família alimenta a preguiça pq se vc precisasse garanto que adoraria, e esquecer que a corrupçao custa o mesmo valor quase R$ 10 bi (fora o que não foi descoberto).

    Curtir

    1. Agradeço o comentário sobre o bolsa família.
      Quem critica o bolsa família é como você mesmo disse, não precisa.
      Este é um programa que deve ser mantido, ampliado e aprimorado, até que se torne dispensável.

      Fiz uns cálculos rápidos e cheguei a conclusão de que o valor ANUAL gasto com o bolsa família é da ordem de grandeza do que do que se arrecada e acaba “saindo pelo ladrão”, TODO MÊS.
      Veja mais em: https://democraciaja.wordpress.com/2008/09/01/uma-equacao-para-o-brasil/

      Curtir

  9. É meu amigo, diz uma pesquisa que a cada criança que nasce no Brazil o pais fica mais pobre. Nunca ví um casal sem filhos precisar do bolsa família, e vejo que com esse programa o governo incentiva pobres a terem filhos então sem duvida é um incentivo a pobreza.

    Curtir

  10. Me parece que a discussão da validade do Bolsa Familia e outras bolsas mais, está para uma discussão da importancia e inclusão daqueles mais desprovidos de oportunidades (educação, saúde, trabalho, etc). O fato do e-mail apresentar absurdos, creio ter sido ele postado para mostrar o quanto este governo marxista e eivado de elementos terroristas tentão se perpetuar no poder. Observem pois, a conclusão final em negrito.
    HCF

    Curtir

  11. Volto a postar minha observação a respeito do e-mail sobre Bolsa Familia e outras bolsas (eleitoreiras). A importância quanto a utilização das referidas bolsas de ajuda à população desprovida de o minimo de cidadania (educação,saúde,trabalho, etc..) está no final da mensagem enviada – REPASSEM URGENTE ANTES DE 2010, AINDA HÁ TEMPO, PARA CORTAR O MAL…-, é politica, e de interesse para todos nós que não esperamos ver a perpetuação de teroristas no poder como sói acontecer nestes últimos 8 anos. Infelizmente, o joio foi misturado ao trigo. O povo pobre deste país merece mais que tais bolsa,merece respeito, entretanto, dá-se o peixe e não a vara para pescar,muito embora certas pessoas que exploram a miséria destes nossos irmãos brasileiros, estejam se aproveitando da falta de incentivos e investimentos para diminuir a precariedade das vidas destas pessoas.
    As observações são válidas quanto ao mérito dos valores pagos, mas não inviabilizam o e-mail de Alerta.

    Curtir

    1. Apenas uma preguntinha pros critico feroiz do BOLSA: Vossimices ja passaram fome, vendo a terra esturricada, sem te nada pro mode pranta pra cume? Fasla de bucho chei e muito facil. Pros do BOLSA o dinheiro e dado, e gasto cum cumida e estudo dos menino. E o dinheiro que os ladraosao rouba, so pra farriar? Se tem desvio, eu pregunto, e onde num tem? Vossimices respeitam as leis do transito? E as filas, numca furaram? E aquela vantagemzinha, de vez em quando, tirando o direito do otro cidadao? As vez o sugeito vai bebe com o dinheiro do BOLSA, mais so prejudica ele. E e um tiquim de nada, pois num da nem pruma farra grande nao. Ao invez de tarem falando, so metendo o pau, vao fazer alguma coisa de proveito pra esses necessitados. Outra coisa besta que falaram: Agora a negada so que faze menino pra recebe o BOLSA. Que burrada, pois o menino tem que ta na escola, seus jumentos, e o povo sabe disso. Agora tem safado, letrado, que falsifica documentacao pra recebe os beneficio. Ai ja e otra coisa. E safadeza mesmo. Vao atras desses! Quem sabe voves encontrem quem nao esperavam encontrar!
      Por enquanto e so. Deois tem mais. Quem tiver ouvidos, escute!

      Curtir

  12. Recebido via e-mail, em 18/09/2010:
    Olá comunidade,
    De antemão, me desculpo pelo imenso mail.
    Por diversas vezes nessa lista eu leio críticas sobre as bolsas, que elas seriam a razão dos inúmeros eleitores e do Lula/Dilma etc.
    Gostaria de colocar um ponto de vista um pouco diferente.
    Na minha infância eu morava em Santos, num bairro perto do morro. Era um bairro pobre. Minha mãe, apesar de não ter estudo, sempre me incentivou a estudar. Além disso, ela possuia um comércio na praia, e tudo era muito comedido. Apesar de tudo ser comedido, naquele bairro, minha mãe era uma das pessoas com as melhores condições.
    Eu tinha por volta de 30 amigos por lá, muitos moravam no morro, a maioria em barracos, com um cômodo 3×4, com cinco pessoas e o banheiro era uma latinha no mato. No fim de feira de sábado, muitos iam pegar as sobras que tinham sidos deixadas nas ruas.

    Hj em dia quando volto lá, dos 30 amigos, 25 já morreram, por conta de tráfico, briga de gangue e assalto a banco. Os que sobreviveram, vivem de bicos, carregando cimento e coisas do gênero.

    Tive que ralar muito pra chegar no ITA, a escola pública de Santos era um lixo. Graças a Deus um Major da reserva abriu um curso pro colégio naval e eu entrei nele. Meu pai só aguentou pagar os dois primeiros meses. No quarto, fui falar com o Major que não poderia mais estudar, pq meu pai não conseguiria pagar. O Major, dado que eu era esforçado, me deixou estudar de graça.

    Depois do Naval fui para o RJ querendo fazer o ITA. Não tinha grana pra pagar cursinho, e mais uma vez consegui uma bolsa 100%, dada pelo Roquete (pra quem é das antigas, ele era professor no Impacto).

    Durante o ITA percebi que a maioria dos meus amigos vinham de boas escolas, que pagaram cursinho e que a família teve condições de prover conforto para os mesmos. Percebi que pra chegar até ali, eu tive que fazer um esforço absurdamente maior que a maioria e observei quanto eu dependi da “sorte”, com estranhos me estendendo a mão pra eu chegar na faculdade.

    Também meditei pq eu conseguira chegar até ali, diferente dos meus amigos de infância, e vejo duas razões: base familiar, e as condições financeiras melhores que os outros.
    O fato é que um cara que tem que pegar resto de feira para se alimentar raramente vai conseguir se sair em bem na educação, não tinha como aquele pessoal sair daquela realidade perversa. Pra sair de lá e chegar num ITA da vida, o cara teria que ter uma energia umas 1000 vezes maior do que eu tive, e umas 100000 vezes mais que um aluno típico do ITA. Eu fico imaginando o bixo (acho que é da 09 ou 10) que era bóia fria e foi pro ITA. Nas condições dele, eu não conseguiria nunca. Simplesmente meu idolo.

    Por isso eu acho que as bolsas famílias, fomes zero da vida, apesar de não resolverem o problemas, são fundamentais. Óbvio que é necesserário colocar o povo pra estudar, coisa que tentam fazer com o bolsa escola. A escola pública é um lixo? É, mas ainda é melhor do que nada, melhor que ficar na rua e entrar para o tráfico. Acho muito fácil críticar as bolsas estando em nossas casas quentinhas, com comida farta, carro na garagem e os filhos em boas escolas.

    Não sou socialista, muito pelo contrário, mas concordo com a frase que via no Cursinho Ponto de Ensino no RJ, mais ou menos assim:

    “Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um.”

    []s
    R.N.
    PS: Só pra esclarecer umas coisas, não votei no Lula nas duas eleições e nem votarei na Dilma. Assim,de forma nenhuma meu relato tem a ver com simpatia política. É apenas uma visão diferente das bolsas do governo.

    Curtir

  13. Alguns números extraídos e trechos do artigo na revista VEJA, de 17 de setembro de 2013, Sem Porta de Saída, sobre o programa Bolsa Família…

    13,8 milhões de famílias beneficiadas
    50 milhões de pessoas beneficiadas (o que dá uma média de 3.6 pessoas por família)
    Corresponde a 24,7% da população brasileira!
    R$24 bilhões por ano que dá…
    R$2 bilhões por mês
    R$145 por família por mês
    R$40 por pessoa por mês
    R$1,33 por pessoa por dia

    É destinado a famílias cuja renda mensal não ultrapassa R$140 por pessoa.
    Para ter o benefício são verificados a carteira de vacinação dos filhos e frequência à escola.
    No geral, são pessoas cuja instrução e grau de entendimento não alcançam nem as regras do auxílio. Acham que é o Lula quem lhes dá o benefício…
    “Muitos dos beneficiários continuam sem perspectiva ou oportunidade de encontrar uma ocupação.”

    A reportagem cita uma mãe de 5 filhos que recebe R$216 por mês e com isto compra comida e material escolar. Ela parou de trabalhar na roça, mas o marido segue trabalhando. Lembrei-me de minha mãe com seus 11 filhos e que ficava em casa cuidando da família. Agradeço a Deus por isso. O mundo moderno que tira as mães de casa para o mercado de trabalho e essas mães ou deixam seus filhos com empregada ou em creches ou escolas acabam por criar um problema futuro. Mas isto é um outro problema que minha esposa, como psicóloga, se bate de forma já derrotada.

    Voltando…
    R$1,33 por dia por pessoa… É importante, mas é uma esmola…
    Está é, infelizmente, uma geração perdida, pessoas limitadas pela deficiência alimentar na infância, limitadas pela deficiência afetiva, limitadas pela educação que não tiveram, pela autoestima inexistente, sem perspectivas, sem esperanças.
    Espero que essas crianças, filhos dessas famílias, tenham um futuro melhor.

    Assustador imaginar um município onde 90% da população vive do bolsa família.
    Assustador saber que 1.750 municípios tem mais da metade da população vivendo do BF.
    52% do BF vai para o nordeste.

    Muito trabalho pela frente para mudar isto. Vamos que vamos…
    Bolsa Família: Sem Porta de Saída
    http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx?edicao=2339&pg=109

    Curtir

  14. Comentário feito no Facebook, de Gilberto Campos, em 12/10/2014:
    Vamos oxigenar a memória. O programa social do PT para combater o Bolsa Família na ocasião era o “Fome Zero”. Pq o Fome Zero era para acabar, segundo o PT, com a fome e a miséria de 44 milhões de brasileiros. Aqui vai um resumo de um estudo que li envolvendo um dos diretores do Banco Mundial: “…. No processo de revisão e ampliação dos programas sociais do governo federal, o programa Fome Zero acabou sendo incorporado pelo bem-sucedido Bolsa Família” cuja origem todos sabemos (essas últimas são minhas palavras)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s