Cidadania · Educação · Ideologias · Impunidade · Todos

“Contra a Corrupção”, uma reivindicação burguêsa?

Por Carlos Roberto Teixeira Netto

XoCorrupcao2

Sem dúvida, as palavras que usamos denunciam nossa ideologia. Uma pessoa a quem admiro disse certa vez que sem ideologia não existimos.

Há pouco escrevi para um amigo que se falássemos menos e escutássemos mais, o mundo seria diferente. Não acredita? Faça um teste por um dia. Escute mais as pessoas, preste a atenção no que lê, Descobrirá muita coisa que vai além do que é dito ou escrito.

Podem dar o nome que quiserem, mas a corrupção é nociva ao país. Vai ser difícil alguém provar o contrário, seja a ideologia que tiver. A corrupção desvia recursos públicos que deveriam ser destinados ao bem comum para o bolso de quem não precisa. Os mais afetados pela corrupção são os menos favorecidos.

O PT acreditava nisto e fez disto uma de suas bandeiras. Estava errado? Ou será que era apenas uma bandeira para chegar ao poder? Assista este video usado na campanha do PT. Seriam eles “burgueses”? O que teria acontecido? Era só para enganar? Ou será que se perderam no caminho?

“Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia.” – da Primeira Carta de Paulo aos Coríntios 10:12

Link do video XÔ CORRUPÇÃO – PT 2002 : http://youtu.be/Kx7-6TPz9VU (antes que julguem, já alerto, para os preconceituosos, que este video foi do PT, mas postado pelo Reinaldo Azevedo, odiado pelas esquerdas…)

Agora, quando centenas de milhares saem às ruas para protestar por um melhor uso dos recursos públicos, as condenações são feitas por aqueles que chegaram ao poder e querem lá permanecer. O discurso muda. Passam a designar essas reivindicações como “burguêsas”, de “fascistas”, de “extremistas de direita”, em uma intenção clara de desqualificar. Em geral, são pessoas que acreditam e defendem que “os fins justificam os meios”. Esta crença (“os fins justificam os meios”) é parte da ideologia que pode e deve ser contestada. Essas pessoas, também, tem o maniqueísmo como parte de sua ideologia. O mundo é dividido entre bons e maus. Só eles podem fazer o Bem. São “monopolistas do Bem”. Qualquer coisa que não feita por ele ou por seu grupo, sua tribo, é ruim. Como parte de suas táticas, criam seus inimigos para conseguir seus intentos.

Sim, a corrupção pode e deve ser reduzida. Se é uma reivindicação burguesa ou não, não me interessa!

Anúncios

Um comentário em ““Contra a Corrupção”, uma reivindicação burguêsa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s